• Angélica Ribeiro

Criatividade: como os artistas são criativos?

Ser criativo é como viver em uma caixinha com a capacidade de pensar para além dessa caixinha. Ou seja, a criatividade é relacionada ao fazer diferente, à inovação e, muitas vezes, à uma certa habilidade quase mágica da qual somente os artistas detém o saber. No entanto, será que essa habilidade especial existe mesmo?

O que as pessoas geralmente pensam sobre a criatividade?

Muita gente associa a criatividade dos artistas com uma genialidade bastante difícil de se alcançar, se não impossível.

Esse entendimento de que o artista é dotado de uma capacidade intelectual extraordinária acima dos demais mortais vem do século XVIII, quando os artistas obtiveram claramente o reconhecimento de que seu trabalho era mais do que manual, e sim era intelectual. Porém com esse reconhecimento, o qual é bastante válido e do qual como artista tenho muito orgulho, também vieram alguns problemas: o fato da arte passar a ser vista como atividade intelectual atraiu pessoas de classes mais abastadas para a realização da mesma. Para muitas dessas pessoas a pura inspiração e o tempo livre que detinham bastavam para serem consideradas artistas, e a arte começou a ser percebida não como trabalho em si, o qual exige esforço e dedicação, mas como uma bela vocação dos ociosos.

As pessoas passaram a tratar a arte como algo tão divino, quase separado da vida terrena, e a criatividade recebeu por consequência a mesma percepção.

O que a criatividade dos artistas realmente é?

Apesar da percepção de muitos sobre a arte e a criatividade ser quase como algo mágico entregue para poucos escolhidos, na realidade, isso não é exatamente o que acontece.

Claro que existem pessoas que demonstram desde criança interesses mais voltados para a arte do que para a matemática, por exemplo. Só que não podemos nos esquecer que o mesmo tipo de inclinação por alguma área ocorre com as mais diversas crianças e nas mais diversas áreas profissionais.

Além do mais, os artistas não ficam a espera de sinais divinos para realizarem suas obras: na verdade, os artistas pesquisam, estudam, fazem testes e mais testes de composição e de materiais para realizarem suas obras. A prática artística é um trabalho de aplicação prática das coisas que se maturam no intelecto, é uma forma de expressar a sensibilidade humana e estudá-la a fundo e é, no meu ponto de vista, principalmente capaz de revelar a mentalidade que molda nossa história e define quem somos, como agimos e como pensamos na atualidade. Ou seja, ser artista certamente não é uma atividade para ociosos que esperam uma magia acontecer e se tornar obra de arte.

A famosa criatividade dos artistas é resultado de estudo e de um trabalho intenso para desenvolver a percepção, para aprimorar o olhar e para aplicar tecnicamente o que está sendo muito refletido na mente.




Como desenvolver a criatividade sem ser artista?

Eu acredito que a criatividade é algo que todos podemos desenvolver independente da área que trabalhamos e independente de sermos artistas ou não. A única diferença é que a criatividade aplicada em uma certa área gera resultados diferentes do que se for aplicada em uma área diferente, por exemplo: enquanto um artista usa a criatividade para criar obras de arte, um engenheiro civil usa a criatividade para criar plantas de casas.

Sendo assim, a pergunta que fica é: como cada um de nós pode fortalecer a criatividade? E para isso existem diversas possibilidades das quais eu separei uma lista para você, olha só:

  • Estude: busque ao máximo conhecimentos sobre temas que te interessam e sobre áreas nas quais você gostaria de ser mais criativo;

  • Referências: encontre os trabalhos, pessoas e coisas que sejam referências para você e procure se cercar dessas inspirações e conhecer o que faz delas soluções tão incríveis para você;

  • Coloque em prática: teste quantas vezes for necessário as mais variadas soluções que você consiga pensar para solucionar problemas ou realizar inovações;

  • Não se pressione a inventar algo novo: olhe ao redor, conheça bem o que já existe e pense nas melhores maneiras de melhorar o que já existe, repense soluções para questionamentos e necessidades humanas.

  • Não desista: o que acontece com a “genialidade” dos artistas é que, na realidade, nós artistas estamos sempre num processo de maturação do nosso trabalho. Faça a sua genialidade florescer mantendo-se constante em suas investigações!

Enfim, acredito que tenha ficado claro que a criatividade do artista NÃO ocorre somente para seres iluminados de uma forma que os outros humanos não são, e que essa criatividade é na realidade, um esforço, uma percepção e uma relação entre teoria e prática desenvolvidos com muita dedicação e trabalho, e que por isso deve ser valorizada.

Para esclarecer ainda mais como essa criatividade ocorre, e como a percepção de mundo treinada pelos artistas se aprimora e torna-se afinada com uma mentalidade a ser expressa, deixo para vocês o direcionamento para o vídeo de uma palestra do TEDx na qual o artista português João Ribeiro fala sobre a criatividade e sobre seu processo criativo: assista a palestra clicando aqui.

E não se esqueça, a genialidade criativa dos artistas é fruto de pesquisa e de trabalho intenso: VALORIZE ISSO!

Angélica Ribeiro Artista

CNPJ: 38.178.362/0001-40

Rua Buenos Aires, 71 - Batel, Curitiba/PR

CEP 80.250-070

Uma galeria online de artes visuais da artista plástica Angélica Ribeiro.

Assine e valorize a arte!