• Angélica Ribeiro

Grafite: arte urbana

Uma manifestação artística marcante e uma representação de grande parte das sociedades que vivem predominantemente em cidades: o grafite se originou entre o final da década de 1960 e o início de 1970 com o objetivo de marcar superfícies públicas com pseudônimos dos primeiros grafiteiros.

Aos poucos suas técnicas foram se desenvolvendo, aderindo ao uso de tinta spray e criando ilustrações de palavras inspiradas em animações e na cultura popular, sendo por vezes entendida uma forma de expressão fora da legalidade. Nesse período inicial pode ser representado nomes como Cornbread e Stan 153.

Na década de 1980, haviam diferentes entendimentos sobre o grafite: ao mesmo tempo que instituições artísticas viam o potencial dessa arte (o que ocorreu com o artista Jean-Michel Basquiat), autoridades civis e militares a entendiam como vandalismo. Na década de 1990, novos caminhos e técnicas artísticas foram aderidas ao grafite. Começou o uso de adesivos, de cartazes e de estêncis, associados a tinta spray, como os ratos de Banksy.

Aos poucos, a arte do grafite foi ganhando forma, tornando-se uma expressiva e poderosa intervenção urbana pela qual, atualmente, os grafiteiros aplicam sua criatividade com estilo e estética refinada, como é o caso da dupla Os Gêmeos, formada por Gustavo e Otávio Pandolfo.




REFERÊNCIA: FARTHING, Stephen. Tudo sobre arte. Tradução de Paulo Polzonoff et. al. Rio de Janeiro: Sextante, 2011.

Angélica Ribeiro Artista

CNPJ: 38.178.362/0001-40

Rua Buenos Aires, 71 - Batel, Curitiba/PR

CEP 80.250-070

Uma galeria online de artes visuais da artista plástica Angélica Ribeiro.

Assine e valorize a arte!