• Angélica Ribeiro

O antigo oriente próximo

Imagine uma civilização responsável pela criação das primeiras cidades, pela invenção da roda e dos primeiros veículos de transporte, assim como pelo desenvolvimento da agricultura, da astronomia, do direito, da matemática e da medicina. Assim ocorreu na Mesopotâmia, terra localizada entre os rios Tigre e Eufrates e que, atualmente, corresponde ao Iraque e região.

Nessa terra habitaram Sumérios, Babilônios, Assírios e Persas, e todos contribuíram muito para um desenvolvimento cultural cujas influências podem ser percebidas até os dias atuais.

No desenvolvimento de artefatos, a civilização mesopotâmica produziu diversos objetos de pequenas dimensões e esculturas. Houve um grande uso de selos/lacres em forma de cilindro, os quais tinham função semelhante a de carimbos e assinaturas na atualidade. Tais lacres eram entalhados com desenhos ou escrita cuja imagem era formada quando rolava-se o cilindro sobre argila, servindo como garantia de autenticidade para o comércio ou identificação pessoal de autoridades. Quanto a escultura, criavam-se relevos e estátuas de representação do poder de reis, registros de vitórias militares, caçadas e ritos religiosos.

Dos Sumérios, encontraram-se jogos de tabuleiro e instrumentos musicais decorados. Dos Acádios inovações na composição visual (antes deles guerras eram retratadas em fileiras, e eles as compuseram de maneira triangular unificada). Dos Hititas, as portas das cidades definidas por esfinges. Dos Assírios, móveis com relevos em marfim. Dos Babilônios, relevos de animais sobre tijolos esmaltados de cores diferentes. E dos Persas, requintadas cerâmicas e arreios decorativos. Estes habitantes da Mesopotâmia produziram figuras ornamentais, inúmeras como símbolos de espíritos protetores de suas crenças, as quais uniam formas de diferentes animais e humanos para constituir um único ser. Dessa maneira, a civilização mesopotâmica também é base para as artes, pois, com ela, técnicas e composições foram criadas e aprimoradas e, hoje, formam um belo acervo cultural que expressa crenças e valores de seus povos e de sua época.



Referência: FARTHING, Stephen. Tudo sobre arte. Tradução de Paulo Polzonoff Jr. et al. Rio de Janeiro: Sextante, 2011.

Angélica Ribeiro Artista

CNPJ: 38.178.362/0001-40

Rua Buenos Aires, 71 - Batel, Curitiba/PR

CEP 80.250-070

Uma galeria online de artes visuais da artista plástica Angélica Ribeiro.

Assine e valorize a arte!